Secretaria de Saúde emite alerta contra Dengue

A expectativa pelo início do período chuvoso deve servir como alerta para o aumento dos casos de dengue e outras doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Com a chegada das chuvas, a tendência é de que apareçam novos focos do mosquito ativando o ciclo do Aedes. Os ovos do mosquito podem sobreviver sem água até 450 dias.

A forma mais eficaz de prevenção da dengue, zika e chikungunya é o combate ao Aedes aegypti, não deixando o mosquito nascer. Os principais criadouros do mosquito ainda são encontrados nas residências, principalmente nos quintais, como baldes sem tampa, vasilhas, pratos de plantas e caixas d’água destampadas. Mas não se pode descuidar da atenção a pequenos reservatórios, como vasos de plantas, calhas entupidas, garrafas, lixo a céu aberto, bandejas de ar-condicionado, entre outros.

#denguenão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *